ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Francisco afirma que acessoa à água é um direito fundamental do ser humano



Em mensagem enviada ao diretor-geral do Fundo das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), José Graziano da Silva, por ocasião do Dia Mundial da Água, celebrado nesta sexta-feira (22 de março, Francisco escreve que a água é para todos  e ninguém deve ser deixado para trás.
“A água é um bem imprescindível para o equilíbrio dos ecossistemas e a sobrevivência humana. É necessário administrá-la e cuidar dela para que não seja contaminada ou perdida. Percebe-se em nossos dias como a aridez do Planeta se estende a novas regiões, e cada vez mais aumentam as pessoas que sofrem com a falta de fontes de água adequada para o consumo”, ressalta o Papa no texto.
Ninguém deve ser deixado para trás
A colocação de Francisco significa que deve haver compromisso para acabar com a injustiça da falta da água para muitos povos. O Santo Padre reitera ainda que o a cesso a esse bem é um direito humano fundamental que deve ser respeitado, pois estão em jogo a vida das pessoas e sua dignidade.
“O trabalho conjunto é essencial para desarraigar esse mal que flagela muitos de nossos irmãos”. Isso será possível se unirmos esforços na busca do bem comum, onde o outro com rosto concreto seja protagonista e se coloque no centro do debate e das iniciativas. É quando as medidas adotadas terão o sabor do encontro e o valor de resposta a uma injustiça que precisa ser curada”, coloca.
“Ninguém deve ser deixado para trás”, sublinha ainda o Papa, “também significa tomar consciência da necessidade de responder com fatos concretos, não somente com a manutenção ou melhoria das estruturas hídricas, mas investindo no futuro, educando as novas gerações para o uso e cuidado da água. Essa tarefa de conscientização é uma prioridade num mundo em que tudo é descartado e desprezado, e que em muitos casos não estima a importância dos recursos que temos à nossa disposição”.
Valorizar e defender esse bem  
De acordo com Francisco, “as novas gerações são chamadas, junto com todos os habitantes do Planeta, a valorizar e defender esse bem”. Ele afirma a tarefa começa com a conscientização das pessoas que sofrem as consequências inevitáveis das mudanças climáticas e de todos aqueles que são vítimas de uma ou outra forma de exploração e contaminação da água por vários fatores. “Esse desafio da educação gerará uma nova visão desse bem, produzindo gerações que valorizem e amem os recursos que nossa mãe Terra nos dá”, destaca o Papa.
Água não é mera mercadoria
Francisco recorda ainda na mensagem que “todos somos artífices do futuro e a Comunidade internacional com suas decisões e trabalhos já está investindo no amanhã do nosso Planeta. É necessário elaborar planos de financiamento, bem como projetos hídricos de longo alcance. Essa firmeza levará a superar a visão de transformar a água numa mera mercadoria, regulada exclusivamente pelas leis do mercado”.
Ele conclui o texto, recordando que “os desfavorecidos da Terra nos interpelam a remediar a falta de água em seus países. Eles também nos pressionam, com suas misérias e limites, para que demos o valor que merece a este bem indispensável para o desenvolvimento de todos os povos”.
Francisco espera que os trabalhos e iniciativas realizados no Dia Mundial da Água beneficiem as pessoas que sofrem por causa da escassez desse bem, e lembrando as palavras de São Francisco de Assis, «a água, que é muito útil, humilde, preciosa e casta», “sirva para o nosso sustento e benefício e também das gerações futuras”.
*Com informações do Portal do Vatican News
Foto- Em 2016, Dom Mariano Manzana visitou a obra de Transposição do Rio São Francisco 

No mundo, dois bilhões de pessoas não tem acesso à água



Segundo o relatório mundial da Organizações Unidas (ONU) sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos 2019, lançado no último dia 19 de março, em Genebra, na Suíça,  2 bilhões e 100 milhões de pessoas não têm acesso à água potável e 4,5 bilhões não têm instalações sanitárias gerenciadas com segurança
No entanto, a ONU incluiu na sua Agenda para o Desenvolvimento Sustentável o objetivo ambicioso de garantir água potável e saneamento para toda a população mundial até 2030. “O mundo ainda está longe de atingir este importante objetivo”, denuncia o Relatório “Não Deixar Ninguém para Trás”, que foi escrito com a colaboração com as 32 instituições da ONU e os 41 organismos internacionais que compõem a agência UnWater, fundada em 2003, 10 anos após a proclamação do Dia Mundial da Água para coordenar atividades para proteger este bem primário e os programas de saúde e higiene.
“O acesso à água é um direito vital para a dignidade de cada pessoa”, sublinha a Diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, solicitando à comunidade internacional “uma determinação coletiva” para incluir “aqueles que foram deixados para trás nos processos de decisão, o que poderia fazer deste direito uma realidade” para todos.
Gilbert F. Houngbo, Diretor da UnWater e Presidente do Ifad, o Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento Agrícola, manifestou uma grande preocupação. “Os números falam por si” – adverte -, “se a degradação do ambiente natural e a pressão insustentável sobre os recursos hídricos globais continuarem nos níveis atuais, 45% do Produto Interno Bruto e 40% da produção global de cereais estarão em risco até 2050”.
A ONU estima que 1 milhão e 400 milhões de pessoas, na sua maioria crianças, morrem todos os anos devido a doenças contraídas a causa da água contaminada, como documentado na recente Conferência sobre o Ambiente, realizada em Nairobi, de 11 a 15 de março último.
A disparidade no acesso à água afeta os mais pobres entre os Estados e entre os habitantes dos mesmos países, bem como as categorias socialmente mais débeis, como mulheres, crianças, idosos e especialmente refugiados, o que significa que o direito à água não está separado de outros direitos humanos’, de modo que, por exemplo, nos centros urbanos – ressalta o Relatório – os habitantes das periferias mais degradadas chegam a pagar pela água potável um preço 10/20 vezes superior ao custo suportado pelos habitantes das áreas mais ricas.
A situação da água no Brasil
Segundo a Secretaria de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente, o território brasileiro contém cerca de 12% de toda a água doce do planeta. O país detém 200 mil microbacias espalhadas em 12 regiões hidrográficas, como a Amazônica — a mais extensa do mundo, sendo 60% dela dentro do Brasil. Entretanto, essa abundância não significa que o recurso seja inesgotável.
Realidade brasileira:
– Boa parcela da população (34 milhões de brasileiros) não tem acesso à rede de abastecimento de água potável.
– Em 2015, 170,55 milhões de pessoas (83,6%) tinham acesso à rede de abastecimento de água com canalização interna e 129,22 milhões (63,3%) à rede coletora de esgotos ou fossa séptica ligada à rede.
– O país joga, diariamente, na natureza, cerca de 5 mil piscinas olímpicas de esgoto não tratado, prejudicando diretamente a saúde da população e causando transtornos ambientais.
– O Brasil registra grande desperdício de seus recursos hídricos: 20% a 60% da água tratada para consumo se perde na distribuição.
– O problema aumenta com as perdas de água: vazamentos, erros de leitura de hidrômetro e/ou furtos, os famosos “gatos” (em média, 37% das perdas).

*Portal da CNBB

Retiro Anual da Ordem Franciscana Secular (OFS) em Mossoró/RN





 


Domingo passado, 17, ocorreu o Retiro Anual da Ordem Franciscana Secular (OFS), em Mossoró/RN, no convento da Ordem dos Frades Menores, na Paróquia da Imaculada Conceição. Estiveram presentes vários membros da família franciscana, a Fraternidade São Raimundo Lulo da OFS, a Jufra da Capela de São Pedro, a JUFRA da Capela de Santa clara, a Irmã Maria Ângela, do Coração de Jesus,representando o Mosteiro Fraternidade São Francisco de Assis da Ordem de Santa Clara e  Frei Alleanderson Brito da Silva, OFM, Assistente Espiritual da JUFRA no Regional PB/RN . Além vivenciar momentos de espiritualidade, na ocasião a família franciscana aproveitou para refletir sobre a Importância de Santa Clara para o carisma franciscano, a Campanha da Fraternidade 2019 e os 35 anos do Diretório de Mútuas Relações OFS e JUFRA.

Formação de Liturgia em Mossoró- RN





A Igreja Católica vive a semana mais importante dentro do seu calendário litúrgico. A Semana Santa marca os principais acontecimentos da vida de Jesus e que são celebrados até hoje dentro da tradição da Igreja. De Domingo de Ramos ao Domingo de Páscoa, todas as paróquias realizam as celebrações próprias deste tempo. Para viver esse momento marcante, a Pastoral de Liturgia realiza uma formação no dia 24 para o Zonal Mossoró I, no Centro Pastoral São Manoel. Lembrando que este ano a Semana Santa acontecerá de 14 a 20 de abril.

Diocese de Mossoró abre Escola de Catequese Dom José Freire





Uma missa marcará, no dia 13 de abril, às 8h, a abertura da Escola Diocesana de Catequese Dom José Freire de Oliveira Neto, na Matriz de São Manoel, em Mossoró. A missa será presidida pelo Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana, que é o Bispo Referencial de Catequese no Regional Nordeste 2. As matrículas para a escola começam neste mês e as aulas serão ministradas no Centro Pastoral São Manoel, no segundo sábado de cada mês, durante todo o dia.  
Portanto, catequistas, com essa iniciativa acreditamos que é Jesus quem nos chama a dar mais um passo à frente, “a lançar as nossas redes para águas mais profundas”. (L 5,4). Jesus “nos propõe mais profundidade e audácia em nosso compromisso”(DNC 253).
O documento 107 da CNBB, em seu parágrafo 234, nos faz ver que “Para bem transmitir a fé, não basta a experiência de anos, é preciso estar atento aos atuais desafios de contextos que exigem humildemente a leitura dos sinais dos tempos, conversão, busca de novos processos e novas metodologias.”
Como vemos, a Igreja nos direciona para um caminho de renovação das nossas práticas e costumes, mantendo, no entanto, o cuidado para não fugirmos à essência do Evangelho. É com o olhar nessa renovação e cientes da necessidade de preparo, qualificação e atualização de nossas e nossos catequistas que um sonho há muito alimentado em breve se tornará realidade: a fundação de nossa Escola Diocesana de Catequese. Um sonho há muito alimentado por quantas e quantos trilharam nos últimos tempos os caminhos da catequese em nossa Diocese. E este sonho está para se tornar realidade. A escola terá o nome de  Dom José Freire de Oliveira Neto, em homenagem ao bispo antecessor de Dom Mariano que também teve compromisso e zelo com a catequese, principalmente no âmbito diocesano e regional.
Após a missa de abertura da Escola de Catequese será servido um café da manhã aos presentes e ministrada a primeira aula.
As matrículas acontecerão no decorrer do mês de março com os coordenadores paroquiais de catequese ou diretamente com a comissão diocesana. Vamos celebrar essa grande conquista! 


Coordenação Diocesana de Catequese
Miraci Martins e Marcos Aurélio

Quaresma: convertido para a missão





De acordo com o texto-base da Campanha da Fraternidade 2019, "um modo de sermos cristãos ativos é ajudar na proposição, discussão e execução de políticas públicas para que as pessoas possam ser libertadas pelo direito e pela justiça”. Que possamos entender e despertar a nossa consciência que políticas públicas podem resultar em ações, projetos ou programas que garantem cidadania para todos nós. Estaremos vivenciando a Quaresma, “um tempo de prova” antes de uma grande “vitória”. Tempo de renovar a Missão na Diocese com as Semanas Missionárias que se iniciam a partir do dia 16 de março. Que possamos, como discípulos missionários, saborear e viver tudo isso entendendo que Deus é tudo para nós: quando temos fome, é pão; quando temos sede, é água; quando estamos no escuro, é luz. Deus não nos abandona a não ser que nós O abandonemos primeiro. Quem não tem Deus na sua vida não se contenta com nada, está sempre insatisfeito. Deus colocou uma sede infinita de felicidade em nosso coração que só pode ser saciada por Ele mesmo e por nada mais. Vida é Missão!


*Pegue o seu exemplar na secretária de sua paróquia.

Paróquia de Pau dos Ferros realiza Semana Missionária


Intensificaremos as Missões em nossa Diocese com o início das Semanas Missionárias, a partir deste sábado, dia 16. Com isso queremos convidar a todos, seja participando ou rezando pelo bom êxito das Semanas, a tomar consciência da nossa vocação batismal, urgência da evangelização missionária e da promoção dos valores e experiências da celebração da fé. As Semanas Missionárias são precisamente como nos diz o Papa Francisco: «Sair, ouvir o grito dos pobres, dos distantes e próximos, encontrar todos e anunciar a alegria do Evangelho”. Veja a programação da Semana Missionárias em Pau dos Ferros e sinta-se convidado a participar.
  
Paróquia de Pau dos Ferros
Semana Missionária - Santas Missões Populares
Período: 16 a 24/03
Cidades: Pau dos Ferros e Rafael Fernandes
Tema: Atraídos por Cristo, enviados em Missão!
Programação:
 15/03 – Sexta-feira
– Acolhida e hospedagem de missionários(as) itinerantes

16/03 – Sábado
Espiritualidade e apresentação panorâmica da paróquia
8h – Credenciamento e acolhida dos(as) missionários(as) itinerantes e dos(as) locais
8h30 – Oração do Ofício Divino
9h – Apresentação dos(os) missionários(as)
9h30 – Lanche
10h – Espiritualidade Missionária
12h – Almoço
14h – Reinício das atividades
– Animação
14h30– Panorâmica da paróquia
15h – Orientações gerais e encaminhamentos sobre a Semana Missionária
17h - Lanche
18h – Abertura Oficial da Semana Missionária
– Celebração Eucarística
– Encaminhamento dos(as) missionários(as) às famílias hospedeiras
  
17/03 – Domingo
Jesus chama e envia
8h – Celebração da Palavra
8h30 – Apresentação do setor aos(as) missionários(as)
9h – Saída para as visitas às famílias do setor
11h30 – Almoço
14h30 – Visitas às famílias
18h – Celebração
– Partilha do dia e encaminhamentos para o dia seguinte
– Espaço de convivência fraterna e cultural

18/03 – Segunda-feira
Convocados a fazer parte do povo das bem-aventuranças: Uma Igreja em saída que se faz à luz na família e no mundo
Textos bíblicos: Mt. 5,1-12; Mt. 14,13-21
6h – Celebração
(Na capela ou em outro lugar preparado pela Equipe de Liturgia)
– Café partilhado
7h – Visitas às famílias
11h30 – Almoço
14h30– Visitas às famílias
19h – Celebração (fazendo memória da mensagem bíblica e do assunto do dia. Trazer presente as bem-aventuranças em nome de pessoas que marcaram a vida da comunidade)
– Partilha do Dia e encaminhamentos para o dia seguinte

19/03 – Terça-feira
Sal da Terra e Luz no Mundo: Uma Igreja em saída que se faz luz no mundo da comunicação e da educação
Textos bíblicos: Mt. 5,13-14
6h – Celebração
(Na capela ou em outro lugar preparado pela Equipe de Liturgia)
– Café partilhado
7h – Visitas às famílias e às instituições educativas do setor
11h30 – Almoço
14h30 – Visitas às famílias
19h – Celebração (Dia da Comunicação e da Educação deve contar com muita gente, sobretudo estudantes e professores e o pessoal da comunicação)
– Partilha do dia e encaminhamentos para o dia seguinte

20/03 – Quarta-feira
Discipulado, testemunho e profetismo: o seguimento a Jesus Cristo é uma caminhada martirial
Texto bíblico: Mt. 10,1-16
6h – Celebração
(Na capela ou em outro lugar preparado pela Equipe de Liturgia)
– Café partilhado
7h – Visitas às famílias
11h30 – Almoço
14h30 – Visitas às famílias
19h – Celebração (a Caminhada dos Mártires é um momento de culminância de todo o dia de recordação dos Mártires da Igreja)
– Partilha do dia e encaminhamentos para o dia seguinte

21/03 – Quinta-feira
Amor-serviço: uma Igreja em saída que se faz luz na superação da violência e na construção da cultura da paz
Texto bíblico: Mt. 18,1-4
6h – Celebração
(Na capela ou em outro lugar preparado pela Equipe de Liturgia)
– Café partilhado
7h – Visitas às famílias e às instituições de saúde
11h30 – Almoço
14h30 – Visitas às famílias
19h – Celebração (lava-pés com toda comunidade, em especial profissionais da saúde)
– Momento de confraternização entre os membros da comunidade e os(as) missionários(as)
– Partilha do dia e encaminhamentos para o dia seguinte 

22/03 – Sexta-feira
Perdão e reconciliação: o perdão é a chave da construção de uma comunidade de comunidades
Texto bíblico: Mt. 18.19-22
6h – Celebração – Oração da Via Sacra pela comunidade
– Café partilhado
7h – Visitas às famílias
11h30 – Almoço
14h30 – Visitas às famílias
19h – Celebração penitencial
(Locais: Igreja Matriz, Capela de São Pedro, São Rafael/Pau dos Ferros e Santa Luzia/Rafael Fernandes)

23/03 – Sábado
Compromisso Batismal: Compromisso do batismo e a edificação da justiça
Texto bíblico: Mt. 25,31-46
6h – Celebração – Ofício de Nossa Senhora
– Café partilhado
7h – Oficinas de trabalho: realização de oficinas temáticas sobre alguns grandes desafios sociais de hoje e a missão dos cristãos leigos frente a estes desafios - por setor missionário
11h30 – Almoço
14h – Compartilhamento das oficinas temáticas
(Pau dos Ferros e Rafael Fernandes)
17h – Encerramento das atividades
19h – Celebração: Renovação das promessas batismais
(Ofertório: partilha de alimentos)

24/03 – Domingo
Jesus Ressuscitou, a Missão continua!
Texto bíblico: Mt. 28,16-20
7h30 – Café partilhado
8h – Encontro de avaliação em cada Setor Missionário Paroquial
11h30 – Almoço
(Tarde livre)
17h – Celebração Eucarística – Pau dos Ferros e Rafael Fernandes
(Ação de Graças pela Semana Missionária)         

Paróquia de Pau dos Ferros
Contato - 84 3351.2704

Mossoró celebra nesta sexta-feira,15 de março,167 anos de Emancipação Política.


Coletiva de imprensa é realizada para apresentar Campanha da Fraternidade 2019



 
 



A Diocese de Mossoró realizou nesta quinta-feira, dia 14, o lançamento da Campanha da Fraternidade 2019 durante coletiva de imprensa conduzida pelo Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana, no Colégio Santa Elisabete, no bairro Barrocas. A CF deste ano busca chamar a atenção dos cristãos para o tema das políticas públicas, ações e programas desenvolvidos pelo Estado para garantir e colocar em prática direitos que são previstos na Constituição Federal e em outras leis.
Este ano o tema escolhido é “Fraternidade e Políticas Públicas', inspirado pelo versículo bíblico: “Serás libertado pelo direito e pela justiça”.
A desigualdade e as injustiças sociais são gritantes no Brasil. A CF 2019, com o tema Fraternidade e Políticas Públicas, mostra como podemos fazer a nossa parte. E na abertura da coletiva, voluntários do Lar da Criança Pobre mostraram o belo trabalho que as Irmãs Helen, Cristina, Hermelinda e voluntários vêm realizando para os mais necessitados. “Não foi por acaso que o lançamento da Campanha da Fraternidade foi nesta escola que pertence às Irmãs Franciscanas de Maristela, que realizam um trabalho tão importante de solidariedade aos mais necessitados em várias frentes. Queremos também destacar que esse período da Quaresma é um estímulo para a promoção da vida e a campanha tem como objetivo final pensar no bem comum, focar em toda uma sociedade. Daí a importância de cada um se conscientizar e refletir sobre a importância de políticas públicas  e de novas políticas que atendam as necessidades humanas na sociedade atual”, afirma Dom Mariano Manzana.


Para encerrar a coletiva, a diretora da Escola Santa Elisabete, que atende cerca de 400 alunos, Ir Hermelinda convidou as alunas Jaiana e Amanda, do nono ano, que apresentaram redações frutos de trabalhos com a temática da Campanha da Fraternidade em sala de aula. O tema das redações era  “Política” e trazia no texto que ..."onde há gente, há política. Fazemos política em casa, no bairro, na escola, no trabalho e em outros contextos sociais".
Família - é o primeiro grupo político da criança. Nela existem limites e regras.
Economizar água, diminuir gastos com a energia elétrica, preservar fauna e flora devem ser ações políticas que fazem parte do nosso cotidiano.
Escola - também é um grupo político porque tem suas regras para ter um bom funcionamento, dessa forma devemos conhecer e exercer nossos direitos e deveres;
Meio ambiente - preservar a casa comum jogando o lixo nos lugares corretos é um ato político porque beneficia a comunidade, preservando atitude de coletividade.
Que possamos lutar pelos nossos direitos buscando ajuda de quem foi eleito para lutar por verdadeiras políticas públicas.    
 A coletiva de imprensa contou com a presença do Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana; Vigário Geral Padre Flávio Augusto Forte Melo; Vigário da Paróquia São José, Padre Carlinhos; diretor da Rádio Rural de Mossoró, Padre Ricardo Rubens; casal diocesano de campanhas, Aline e Alex Guimarães, coordenador diocesano do setor de Juventude, seminarista Max Bruno Damasceno; Irmãs Helen e Hermelinda, representantes de pastorais, novas comunidades e da imprensa mossoroense. 


Prática e solidariedade
Na Diocese de Mossoró, a temática da Campanha da Fraternidade já está sendo trabalhada através de Encontros de Aprofundamento  envolvendo as paróquias e áreas e também de um material de formação da CNBB que foi distribuído nas paróquias.
Além de motivar reflexões e formações, a Campanha da Fraternidade gera também gestos concretos de envolvimento na Diocese. O gesto concreto deste ano, que acontecerá no dia 14 de abril, com a Coleta Nacional da Solidariedade, será destinado para o setor de juventude, que será reestruturado e fará um trabalho de reintegração social com jovens do Centro Educacional de Mossoró (CEDUC) através da cultura, da música, esporte e evangelização como também formação para os jovens da Diocese. Todo um trabalho focado em políticas públicas para uma cultura de paz.

Resumo da reunião do zonal de Mossoró





Na manhã dessa terça-feira, 12, tivemos a segunda reunião do ano do Zonal de Mossoró, no auditório da Cúria Diocesana. Vários assuntos e atividades foram discutidos:

Coletiva - Quinta-feira, dia 14, às 8h, o Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana estará recebendo a imprensa para falar sobre a Campanha da Fraternidade 2019 e o destino do gesto concreto. A coletiva acontece na Escola Santa Elisabete, no bairro Bom Jardim, pertencente ao Lar da Criança Pobre. Todos convidados!

Campanha - Presença do delegado da Receita Federal, Tiago Barreto, para apresentar a campanha “Destinação”,  que consiste na doação de 3% do Imposto de Renda  devido pela pessoa física para o Fundo da Criança e Adolescente de Mossoró. Doação feita diretamente na declaração. O valor destinado será abatido do que você deveria pagar de imposto.  O delegado pediu o apoio da Igreja nesta importante campanha voltada para nossas crianças e adolescentes. Mais informações acesse htt://receita.economia.gov.br/destinacao

Trimestral - Padre Flávio convidou a todos e pediu para que reforcem o convite para os paroquianos. Será realizada, nos dias 29 e 30 deste mês, a Trimestral de Pastoral, tendo como reflexão o tema “Políticas Públicas” dentro da temática da Campanha da Fraternidade 2019. Várias palestras acontecerão no auditório Padre Mota, da Faculdade Católica do Rio Grande do Norte. Palestrantes como a Secretária Estadual de Assistência Social (Sethas), professora Doutora Iris Oliveira; promotor de justiça Sasha Alves de Oliveira; professora Doutora da UERN, Tereza Raquel Gomes Batista; e o presidente da Fundação José Augusto, jornalista e poeta Crispiniano Neto.  A programação e inscrições serão divulgadas no blog da Diocese de Mossoró. 

Escola de Catequese - Foi anunciado que no dia 13 de abril terá início a Escola de Catequese Dom José Freire na Diocese de Mossoró. A escola funcionará nas dependências da antiga Escola Pe Dehon, agora Centro Pastoral da Paróquia São Manoel. Os interessados devem procurar a Coordenação Diocesana de Catequese.
   
Procissão - Foram fechados os detalhes para a Procissão do Encontro, que será realizada na quarta-feira Santa, dia 17 de abril, às 19h30, em frente ao Teatro Municipal Dix-Sept Rosado, com procissões saindo da Paróquia São João Batista (Paróquias São Paulo, Imaculada Conceição e São João),  Paróquia São José (Paróquias Menino Jesus, Nossa Senhora de Fátima e São José) e na concessionária Terra Sal, ponto de concentração das Paróquias Santa Luzia, São Manoel e Área Sagrada Família. Todas em procissão com destino ao teatro.

Agenda

Formação para Liturgia na Semana Santa - 24 de março

Assembleia de Leigos na Diocese - 27 de abril

Formação para cantores e tocadores com Frei Joaquim Fonseca - 24 e 25 de maio