20 de maio de 2015

Site da CNBB repercute a ordenação dos diáconos transitórios e permanentes ´na Diocese de Mossoró




Fonte: http://www.cnbb.org.br/

Trimestral de Pastoral sobre 'Fundamentos e Perspectivas da Missão" em Mossoró- RN





A Diocese realiza, nos dias 22 e 23, mais uma reunião de Trimestral de Pastoral, no Centro de Treinamento, com o tema “Fundamentos e Perspectivas da Missão”. A Trimestral será assessorada pelo Pe Wescley Paulo.

19 de maio de 2015


Festa de Pentecostes em Upanema- RN


Bispos do RN discutem desafios para a formação dos novos padres em Caicó- RN



Reunidos hoje,dia 19, na residência episcopal da Diocese de Caicó, os bispos Dom Antônio Carlos, Dom Mariano Manzana (Mossoró) e Dom Jaime Vieira Rocha (Natal) discutiram decisões sobre o processo de formação dos futuros presbíteros. A reunião também contou com a participação de reitores de seminários das três dioceses. “A vivência do sacerdócio na sociedade atual se constitui um grande desafio pelas próprias mudanças do tempo. Tratamos diversos aspectos da formação presbiteral, ouvimos os formadores que estão à frente dos seminários em nossas igrejas particulares. Prevemos em durante este ano de 2015 teremos outras reuniões com o mesmo tema, já que o bispo tem que ser o primeiro responsável pela formação dos novos padres”, disse Dom Jaime, arcebispo de Natal em entrevista ao Panorama 95.
Para dom Mariano Manzana, toda Diocese deve se preocupar com seus seminários, e principalmente com a formação dos novos sacerdotes. Ele reconhece que a cobrança dos fieis por padres mais próximos do povo tem aumentado com início do legado do Papa Francisco. “Nós preparamos os padres para o tipo de Igreja que nós vivemos, e é muito diferente um padre de uma Igreja em saída, que coloca como prioridade a sua missão, ela é chamada a levar a Boa Nova ao coração de todas as pessoas. O novo padre deve ser uma pessoa que consegue ser do povo e levar o povo para Deus, e Deus para o povo”, finalizou.
Fonte: Blog Marcos Dantas

CNBB publica Diretrizes Gerais para 2015 a 2019

Já está disponível nas Edições CNBB o Documento 102 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), “Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2015-2019” (DGAE 2015-2019). O texto foi o tema central da 53ª Assembleia Geral da Conferência, realizada de 15 a 24 de abril, em Aparecida (SP). Neste novo documento, as orientações pastorais do quadriênio 2011-2015 foram atualizadas a partir da Exortação Apostólica Evangelii Gaudium e do pronunciamento do papa Francisco aos bispos em julho de 2013, no Rio de Janeiro (RJ), por ocasião da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).
“Elas expressam a razão da evangelização, da ação evangelizadora, da missionariedade. Indicam os elementos fundamentais para a animação da ação evangelizadora da Igreja no Brasil”, explica o bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner.
Para dom Leonardo, “a Igreja no Brasil participa do cuidado pela pregação, pelo testemunho” e deseja responder à pergunta do papa Francisco: “O que Deus pede a nós?”. “Os bispos do Brasil, com as Diretrizes da Ação Evangelizadora 2015-2019, fazem repercutir a interrogação do papa”, diz o bispo.
As Diretrizes auxiliarão no processo de planejamento pastoral das Igrejas particulares, do secretariado geral da CNBB, das iniciativas da vida consagrada e dos movimentos eclesiais.
Nesta nova versão das DGAE, estão as urgências missionárias do Documento de Aparecida enriquecidas com as propostas da Alegria do Evangelho e de uma Igreja em saída, bem como das meditações da constituição Verbum Domini. “O magistério de papa Franscisco demonstra que as urgências devem tornar-se prioridade na ação evangelizadora da Igreja no Brasil”, considera dom Leonardo.
O documento está divido em quatro capítulos. O primeiro  apresenta a reflexão “A partir de Jesus Cristo”. O texto destaca as atitudes fundamentais do discípulo missionário e a Igreja em saída. No segundo capítulo, “Marcas de nosso tempo”, os bispos tratam do contexto atual de mudança de época e mostram os riscos e consequências desta realidade. O terceiro e o quarto capítulos abordam, respectivamente, as urgências da ação evangelizadora  e as perspectivas de ação para cada uma. São cinco as urgências: Igreja em estado permanente de missão; Igreja: casa da iniciação à vida cristã; Igreja: lugar de animação bíblica da vida e da pastoral; Igreja: comunidade de comunidades; Igreja a serviço da vida plena para todos.
Assim como nas DGAE 2011-2015, a CNBB organizou o documento com um anexo em que são dadas “Indicações de operacionalização”, com caminhos para as urgências serem colocadas em prática. Esta parte do documento apoiará as Igrejas particulares na construção de seus planos pastorais.
 Adquira o Documento 102 da CBBBwww.edicoescnbb.com.br ou (61) 2193-3019

Diocese de Mossoró vive momento histórico: Dom Mariano Manzana ordena quatro seminaristas com diáconos transitórios e três diáconos permanentes



Desde que Dom Mariano Manzana assumiu a Diocese de Mossoró, em 2004, manifestou o desejo de estudar com calma a implantação do  Diaconato Permanente. Enfim, chegou o grande dia. Em 24 de maio de 2015, às 9 horas, na Catedral de Santa Luzia, serão ordenados diáconos os seminaristas  Deivid Franklin, Demétrio Júnior Freitas, Davi de França e Gláudio Fernandes Costa e três diáconos permanentes George Carlos da Silva ( Paróquia São João Batista, em Mossoró),  Jorge Luiz Torres e Luiz Alberto Paiva ( Paróquia de Apodi).  Durante a 53ª Assembleia Geral, em Aparecida, foi divulgada uma mensagem aos mais de 3,4 mil diáconos permanentes do Brasil que atuam em 160 dioceses. O texto recorda os 50 anos da restauração do Diaconato Permanente, ocorrida durante o Concílio Ecumênico Vaticano II. Os bispos afirmam ser “testemunhas do bem que os diáconos têm feito à Igreja no Brasil”.
 O diaconato permanente faz parte da história da Igreja e na Igreja Oriental ele nunca deixou de existir. Trata-se de uma vocação específica que deverá ser acolhida pela Igreja. Essa realidade pode ser percebida no Livro dos Atos dos Apóstolos – Atos 6,1-11.
O trabalho do diácono permanente tem muito a colaborar nas paróquias e comunidades. O diácono pode realizar batizados, assistir e abençoar casamentos, fazer as celebrações da Palavra, encomendações, assessorias de pastorais e movimentos diocesanos, além de estender seus trabalhos na formação para lideranças. Além dessas atividades, exerce ações de caridade pastoral como atendimento aos doentes e ações sociais.


Escola Diaconal

A Escola Diaconal vai chegar em Pau dos Ferros para atender toda aquela região com aulas aos sábados e gratuitas. O curso terá duração de quatro anos com os seguintes requisitos: idade mínima de 35 anos para casados ( na data de ordenação) e consentimento da esposa; 25 anos para solteiros ( na data de ordenação). Lembrando que o candidato a diácono permanente solteiro não pode casar e nem ser padre. Tanto solteiros como casados devem ser indicados pelo padre e aceito pelo Bispo e devem fazer parte de alguma pastoral. O curso será gratuito e no momento oportuno as fichas de inscrição estarão sendo enviadas para as paróquias. A Diocese solicita aos padres que incentivem as vocações diaconais e divulguem a Escola Diaconal. Mais informações: 9611-1261 e 8116-1809 – George Carlos.

Depoimentos

“Vamos fortalecer nossa Igreja particular com o serviço fundamentado na caridade, a Palavra e a Liturgia” - Diácono Permanente - Luís Alberto de Paiva

“Em 1998, senti um chamado especial para o sacerdócio, foi quando fiquei na Matriz de São João Batista como coroinha. Mas, em 2003, conheci, me apaixonei e casei com uma moça que hoje é minha esposa.  Mas a voz nunca calou até que fiz Teologia e pedi a ordenação diaconal ao Bispo Dom Mariano e hoje me sinto pronto para servir” - Diácono Permanente -George  Carlos da Silva

“Eu,  Jorge, futuro diácono da Diocese de Santa Luzia de Mossoró, venho apresentar a importância do diaconato na minha vida, pois inicia-se uma nova etapa, tenho uma tese de ser caminho para o povo de Deus, assíduo e convicto no evangelho. Nessa etapa, sou convidado a realizar e cumprir o que nos pede o nosso Salvador, Jesus Cristo. Ide e tornai discípulas todas as criaturas, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mat. 28,19 ). Vocação é um dom de Deus, não se trata de um direito, mas da gratuidade de Deus, onde servirei à Igreja na Diaconia da Liturgia, da Palavra, da caridade em comunhão com a Igreja. Amém! O FILHO DO HOMEM NÃO VEIO PARA SER SERVIDO, MAS PARA SERVIR”. (MT, 20, 28) - Diácono Permanente - Jorge Luís Torres

16 de maio de 2015

Homem invade Catedral de Santa Luzia e quebra a marretadas a vidraça do Cristo Morto




Um homem na manhã deste sábado, 16, quebrou a vidro que protege o Cristo Morto na Catedral de Santa Luzia. O fato ocorreu por volta das 8h e assustou funcionários e as pessoas que faziam orações no momento.
Segundo o secretário da Paróquia de Santa Luzia, Fabrício Brito, o homem entrou tranquilamente na Catedral e se aproximou do Cristo Morto. Ele disse que no momento do ataque havia uma senhora orando. “O homem entrou e se dirigiu para o local onde está o Cristo Morto. Ele chegou perto e começou a dar marretadas na vidraça. Foram umas três ou quatro”.
Fabrício Brito disse que o Padre Walter Collini já se dirigiu a Delegacia para fazer o Boletim de Ocorrência e os policiais que estiveram presentes a Catedral já viram as imagens das câmeras de segurança e estão em diligência para prender o homem.
“Pelas imagens das câmeras de segurança notamos que ele é um senhor de idade e está com a camisa azul e uma bermuda estampada. O Padre Walter Collini já se dirigiu à delegacia para fazer o Boletim de Ocorrência”.Por precaução, uma imagem histórica de Santa Luzia foi retirada do local e colocada em um local mais seguro para evitar novos ataques, informou Fabrício Brito. “Após o ataque nós tiramos essa imagem de Santa Luzia por precaução. No local nós vamos colocar uma réplica. Essa imagem tem mais de 100 anos”.
Ele ainda enfatizou que essa não é a primeira vez que a Catedral sofre esse tipo de ataque. Segundo ele, alguns anos atrás houve algo semelhante no local.






Fonte: Jornal de Fato

14 de maio de 2015

Memória: Festa de Nossa Senhora de Fátima 2015







"Ao término de mais uma festa, gratidão é o maior sentimento que pulsa dentro da gente. São dezenas de pessoas que se engajam nas mais variadas equipes com a missão de acolher os fiéis devotos e devotas de Nossa Senhora e de oferecer-lhes uma comunidade acolhedora, servidora e missionária.
Parabéns a cada um e a cada uma que serviu com amor nesta festa.
Nós, Talvacy e Cornélio, profundamente gratos e realizados pelo bom êxito da festa, desejamos que desçam copiosas bençãos e abundantes graças sobre cada pessoa que serviu e participou da festa de nossa padroeira.
Nossa Senhora de Fátima. Rogai por nós!" Até o ano que vem!

Centenário de Dom Eliseu Simões Mendes

Ele levava grande preocupação com a criatura humana, humanizando-a pela formação e qualificação.

Por Geovane Saraiva*

Hoje gostaria de agradecer a Deus por tudo. A Deus agradeço a própria existência e por Ele a todos, naqueles os quais muito devo. Hoje peço licença para dirigir-me de um modo todo particular a Dom Eliseu Simões Mendes, que foi bispo auxiliar de Fortaleza (1950-1953), bispo de Mossoró (1953-1960) e primeiro bispo da diocese de Campo Mourão PR (1960-1080). Tinha como sonho e ideal  perseguir a salvação do rebanho, e daí seu lema: "Salus Gregis".
Dom Eliseu nasceu aos 18 de maio de 1915 e faleceu em 02 de março de 2001, concluindo o entardecer de sua vida, com os últimos anos de dolorosa enfermidade, em sua terra natal, Feira de Santana - BA. São João da Cruz nos conforta nesse contexto, ao nos dizer que, “No entardecer da vida sereis julgados pelo o amor”.
Eu, padre Geovane Saraiva, fui seminarista de Dom Eliseu em Campo Mourão, Paraná. Agradecido e com dever de consciência para com a memória do insigne ministro do Senhor, que com a generosidade que lhe era peculiar, soube acreditar naquele jovem candidato, de origem simples e humilde, ao ministério sacerdotal  em Campo Mourão, terra longínqua do seu torrão natal Capistrano. Dom Eliseu carregava consigo uma grande preocupação com a criatura humana, humanizando-a pela formação e qualificação. Homem de elevada degustação cultural, sensibilidade acadêmica e literária, sendo, portanto, na mais elevada expressão, um cultor das letras.
Agradeço ao bom Deus por ter colocado Dom Eliseu em meu caminho, e se hoje na minha simplicidade e modéstia, posso contribuir no mundo da cultura e da literatura, pelo hábito de escrever para diversos veículos de comunicação, especialmente nos novos meios de comunicação, partindo para a Evangelização pela Internet, por meio de Blogs e o Site, indo a areópagos no ciberespaço, onde antes não se ouvia falar de Jesus Cristo, lhes digo com veemência que a presença de Dom Eliseu em minha vida foi imprescindível, e de importância incomensurável. Sem esquecer que através das letras percebemos e defendemos o ser e o viver como cristão, com a didática de dar autonomia ao rebanho que me foi confiado, porém, sem esquecer, evidentemente, a arma da fé a orientar e mostrar o caminho pelo exemplo de vida cristã, longe da repressão dos doutores da lei, mas com a autoridade do Mestre e Senhor, que acompanha os seus e conhece cada um pelo nome (cf. Mc 1,22;Jo 10, 3).
Não posso esquecer a belíssima expressão do Livro Sagrado: “Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou” (cf. Rm 8, 37). Com esta expressão quero manifestar e revelar, em grande parte, a mão amiga e coração paterno de Dom Eliseu Simões Mendes, na sua abertura ao relativo, em um trabalho encarnado nas realidades da terra, mas sem se afastar das palavras cheias de forças e encanto do discípulo amado do Mestre: "Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal" (cf. Jo 17,15). Foi com esse rigor indizível e sem jamais deixar de perder de vista o sentido da transcendência, no imperscrutável e inesgotável, que Dom Eliseu, a exemplo do Bom Pastor, buscou a salvação do rebanho que lhe foi confiado. Neste sentido, homenageamos o Bispo porque para um Apóstolo, esta incansável busca a qual nos referimos é o fundamento, a origem e o sentido último de tudo que existe.
Aprendamos das palavras encantadoras do Santo Padre, o Papa Francisco, no sentido de elevar sempre mais o nosso ser, no amor pelos irmãos, no Regina Coeli de 10/05/2015: “O amor cristão é dar a vida pelos amigos, graças à força desta Palavra de Cristo, cada um de nós pode fazer-se próximo, junto dos irmãos e irmãs que encontra. O caminho de Jesus leva-nos a sair de nós mesmos para ir ter com os outros. Recordou ainda que é pelo batismo que somos inseridos na verdadeira Videira que é Cristo, passando da morte à vida. E são tantos os gestos que obedecem ao mandamento do Senhor: a proximidade a um idoso, a uma criança, a um doente, a uma pessoa só, ou sem casa, sem trabalho, imigrada ou refugiada".
*Geovane Saraiva é padre, escritor, blogueiro, colunista, vice-presidente da Previdência Sacerdotal e Pároco de Santo Afonso, Parquelândia, Fortaleza-CE – geovanesaraiva@gmail.com

Arcebispo do Rio de Janeiro ministra conferência em Natal





O Cardeal Orani João Tempesta, Arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, estará em Natal, na próxima sexta-feira, dia 15. Na ocasião, ele ministrará uma conferência sobre “Comunicação e vivência de fé”, às 19 horas, no auditório do SESC, na Cidade Alta, em Natal. O cardeal vem a Natal a convite da Faculdade de Filosofia e Teologia Dom Heitor Sales (FAHS). A conferência, que será aberta ao público, marcará a inauguração dos cursos de pós-graduação oferecidos pela Faculdade.

O Cardeal
Dom Orani está à frente da Arquidiocese do Rio de Janeiro, desde 2009. Ele também já foi presidente e membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação, da Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB), nos últimos anos; de 2012 a 2014, foi presidente e representante da sociedade civil, no Conselho de Comunicação Social, do Congresso Nacional. Atualmente, o Cardeal é membro da Congregação para a Educação Católica, do Pontifício Conselho para os Leigos e da Congregação para a Evangelização dos Povos, da Santa Sé, em Roma.

Festa de Nossa Senhora do Sagrado Coaração em Major Sales- RN


13 de maio de 2015

Encerramento da Festa de Nossa Senhora de Fátima em Mossoró/RN



A Igreja, no dia 13 de maio, celebra Nossa Senhora de Fátima. A festa de Santa Maria, que apareceu aos Três Pastorinhos, em Fátima, Portugal, é comemorada pela comunidade local e move peregrinos de todo o mundo a essa cidade para prestar honras em sua devoção. Neste ano, a comemoração do centenário da aparição da Virgem em Fátima será ainda mais especial aos brasileiros, porque a imagem de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, cuja celebração de 300 anos de seu encontro será em 2017, será entronizada no “altar do mundo”.
Nossa Senhora de Fátima, uma das diversas designações atribuídas a Virgem Maria, em suas aparições em Portugal destacou a importância da vida de oração e da piedade, especialmente a oração diária do santo rosário para a obtenção da paz mundial e o fim da guerra. Deixou a todos os fiéis uma mensagem de fé e esperança e falou sobre a necessidade de conversão e arrependimento.
A mensagem de Fátima alerta a humanidade sobre a necessidade de oração e conversão. Nossa Senhora, movida por seu amor materno, se dirigiu a seus filhos por saber que a humanidade corria risco. Por isso, lhes pediu em suas aparições: “Rezai, rezai muito e fazei sacrifícios pelos pecadores, que vão muitas almas para o inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas”.

Programação de encerramento da Festa de Nossa Senhora de Fátima- 

Ofício de Nossa Senhora, às 6h da manhã, e segue ao longo do dia, com missa dos devotos ao meio dia, procissão pelas ruas da comunidade às 17h e missa solene presidida pelo Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana,  às 18h.

12 de maio de 2015

Semana de Oração pela Unidade Cristã


Domingo da Solidariedade em Mossoró





Acontece no próximo domingo mais uma edição da campanha “Domingo da Solidariedade”. Nesse dia toda a comunidade é convidada a fazer doações de alimentos, produtos de limpeza e de higiene pessoal, que serão revertidos para diversos projetos sociais da nossa Diocese. Cada Paróquia aqui de Mossoró vai receber doações para determinada instituição.


11 de maio de 2015

Seminário Temático sobre a menagem do Papa Francisco para Dia Mundial das Comunicações



Seminário Temático- “Comunicar a família: ambiente privilegiado do encontro na gratuidade do amor”
Dia- 16 de maio
Horário- 19h
Local: Auditório do Colégio Diocesano
Palestrantes: Frei Welligton e Padre Crisanto



Mais informações-  3061-0529/9978-2097 ou 9643-2519

Realização: Pascom e Pastoral Familiar 

Igreja em Dia




ENCONTRO
Na manhã de ontem, o papa Francisco recebeu em modo estritamente privado, o Presidente da República de Cuba, Raúl Castro. O encontro foi no gabinete do Santo Padre na Sala Paulo VI.

SENHORA DE FÁTIMA
A Festa em honra a Nossa Senhora de Fátima será encerrada na próxima quarta-feira, 13 de maio. Os devotos realizarão a tradicional procissão, às 17h, e logo após participarão da missa solene de encerramento. Viva Nossa Senhora!

PENTECOSTES
Na próxima quinta-feira, 14, ocorrerá a abertura da Festa de Pentecostes 2015. Será às 19h30, na Capela do Divino Espírito Santo, na Mal. Deodoro, bairro Barrocas. O tema central que norteará as pregações será: “Reaviva a chama do dom de Deus que está em ti.” Além das atividades religiosas também haverá um Festival de músicas, teatro, dança e as tradicionais barracas. O novenário terminará no domingo, 24, com missa, às 8h, na referida Capela. Vinde Espírito Santo!
CAMINHADA RECREATIVA
Dia 16 de maio, o Colégio Diocesano Santa Luzia fará uma caminhada recreativa em homenagem às mães de seus alunos. O evento contará com uma benção, às 7h, em frente ao colégio, seguida de uma caminhada denominada “Mãe pela Paz no Trânsito”, até o Teatro Dix-huit Rosado. Lá haverá um ato pela paz e um Flash Mob – compartilhe gentileza! De volta ao colégio haverá um lanche com festival de frutas, atividades esportivas, recreação aquática, feijoada e música ao vivo. Maravilha!

FEIJOADA
No domingo, 17, às 11h, acontecerá uma feijoada beneficente em prol da reforma da igreja matriz de São José. A feijoada ocorrerá na Escola Celina Guimarães Viana, na Rua Tibério Burlamaqui, Barrocas. Vamos colaborar, gente!

12º RALLY
O Terço da Mãe da Divina Providência realizará no próximo dia 17, seu 12º Rally Evangelizador. Desta feita, seus membros participarão da seguinte programação: 6h – Missa, 7h20 – saída da Catedral de Santa Luzia, passando pela comunidade do Hipólito I e II e Zé da Volta onde haverá um café partilhado. Em seguida irão para a cidade de Paraú, onde haverá o encontro com a Cavalgada ao Espírito Santo e a récita do Terço da Divina Providência. O retorno à Mossoró ocorrerá, às 14h30. Sucesso, amigos!
 ACAMP’S
O Projeto Juventude pra Jesus da Comunidade Católica Shalom realizará mais um Acampamento para jovens. Desta feita, o “Acamp’s” acontecerá em Portalegre, dia 7 de junho, com trilha, banho de cachoeira, momentos de oração e formação. Muito bom!

PARA REFLETIR
“Faz-nos bem passar um pouco de tempo diante do Sacrário, para sentirmos sobre nós o olhar de Jesus.” (Papa Francisco)
 Fonte: Coluna- Fé e Vida- Joscelito Marques- Gazeta do Oeste

6 de maio de 2015

5 de maio de 2015

Vaticano apresenta calendário do Jubileu da Misericórdia



Ano Santo que começa no dia 8 de dezembro desse ano inclui eventos dedicados aos jovens, presidiários e doentes
Da Redação, com Boletim da Santa Sé
A programação do Jubileu da Misericórdia, bem como o logotipo do Ano Santo, foi apresentada nesta terça-feira, 5, em coletiva de imprensa no Vaticano. Quem falou dos detalhes foi o presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Dom Rino Fisichella – responsável pela organização do evento – e o subsecretário do mesmo organismo, Mons. Graham Bell.
Na coletiva, Dom Rino explicou que este Jubileu não pretende ser o Grande Jubileu do Ano 2000. Segundo ele, não tem sentido fazer comparações porque cada Ano Santo tem as suas peculiaridades e finalidade. Ele informou ainda que, pela primeira vez ainda, na história dos Jubileus, é oferecida também a possibilidade de abrir a Porta Santa – Porta da Misericórdia – nas próprias dioceses, particularmente na Catedral ou numa igreja especialmente significativa ou num Santuário nomeadamente importante para os peregrinos.
O Jubileu da Misericórdia, que já tem um site oficial, terá início no dia 8 de dezembro de 2015, solenidade da Imaculada Conceição, que marca a abertura da Porta Santa na Basílica de São Pedro. O encerramento será em 20 de Novembro de 2016, Solenidade de Jesus Cristo, Senhor do Universo. Entre estas duas datas serão realizados diversos eventos.
O calendário do Ano Santo inclui eventos que envolvem grande quantidade de pessoas, como o que será realizado de 19 a 21 de janeio de 2016, dedicado a todos aqueles que trabalham na peregrinação. “É um sinal que pretendemos dar para deixar claro que o Ano Santo é uma verdadeira peregrinação e deve ser vivida como tal. Pediremos aos peregrinos para fazer um percurso a pé, preparando-se assim para atravessar a Porta Santa com o espírito de fé e de devoção”, destacou Dom Rino.
No dia 3 de abril haverá uma celebração destinada a todas as pessoas revestidas da espiritualidade da misericórdia (movimentos, associações, institutos religiosos). Os envolvidos no voluntariado caritativo também terão um evento dedicado a eles, no dia 4 de setembro. Da mesma forma, pensou-se na esfera da espiritualidade mariana, que terá o seu dia em 9 de outubro para celebrar a Mãe da Misericórdia. Para o público jovem, especificamente os adolescentes que, após o Crisma são chamados a professar a fé, haverá um evento no dia 24 de abril.
Outro evento será destinado aos diáconos que, por vocação e ministério, são chamados a presidir à caridade na vida da comunidade cristã. Para eles haverá o Jubileu em 29 de Maio. No 160º aniversário da Festa do Sagrado Coração de Jesus, em 3 de Junho, será celebrado o Jubileu dos Sacerdotes. Em 25 de Setembro será o Jubileu dos catequistas e das catequistas. O dia 12 de Junho será marcado por um grande encontro dirigido a todos os doentes, às pessoas com deficiência e àqueles que com amor e dedicação cuidam deles.
Em novembro, no dia 6, será celebrado o Jubileu dos presos. Dom Rino explicou que a celebração desse dia não acontecerá apenas nas prisões, mas está sendo estudada a possibilidade de alguns prisioneiros poderem celebrar esse momento com o Papa Francisco, em São Pedro.
Em meio a essa programação, haverá sinais simbólicos por parte do Santo Padre para atingir as “periferias existenciais” e, assim, dar testemunho pessoal da proximidade e atenção aos que precisam de ternura. Bispos e padres são chamados a fazerem, em suas dioceses, o mesmo sinal em comunhão com o Papa, para que o sinal concreto da misericórdia e da proximidade da Igreja chegue a todos.
Pensando nos peregrinos que forem a Roma individualmente, a organização do Jubileu da Misericórdia vai destinar algumas igrejas do centro histórico para que eles sejam acolhidos e vivam momentos de oração e preparação para atravessar a Porta Santa.
Logotipo
Logotipo do Jubileu da Misericórdia / Foto: Divulgação
Logotipo do Jubileu da Misericórdia / Foto: Divulgação
O lema do Jubileu da Misericórdia foi tirado do Evangelho de Lucas (Lc 6,36), Misericordiosos como o Pai. O logotipo é obra do padre M. I. Rupnik. A imagem – muito querida da Igreja primitiva, porque indica o amor de Cristo que realiza o mistério da sua encarnação com a redenção – mostra o Filho que carrega aos seus ombros o homem perdido. O desenho é feito de tal forma que realça o Bom Pastor que toca profundamente a carne do homem e o faz com tal amor capaz de lhe mudar a vida.
Além disso, um detalhe não é esquecido: o Bom Pastor com extrema misericórdia carrega sobre si a humanidade, mas os seus olhos confundem-se com os do homem. Cristo vê com os olhos de Adão e este com os olhos de Cristo. Cada homem descobre assim em Cristo a própria humanidade e o futuro que o espera.
A cena é colocada dentro da amêndoa, também esta é uma figura querida da iconografia antiga e medieval que recorda a presença das duas naturezas, divina e humana, em Cristo. As três ovais concêntricas, de cor progressivamente mais clara para o exterior, sugerem o movimento de Cristo que conduz o homem para fora da noite do pecado e da morte. Por outro lado, a profundidade da cor mais escura também sugere o mistério do amor do Pai que tudo perdoa.

4 de maio de 2015

Agenda Pastoral da Paróquia de Santa Luzia: calendários e avisos da semana.


3
06h00 – Missa – Catedral
07h00 – Missa – Capela de São Vicente
09h00 – Missa – Catedral
11h00 – Missa – Capela de Santa Teresinha
16h00 – Missa – Capela de Santa Luzia
16h00 – Adoração dos Jovens no Santuário do Coração de Jesus
DOMINGO
19h00 – Missa – Catedral
4
6h00 – Missa na Capela de Santa Teresinha
JORNADA DE ESPIRITUALIDADE DO CLERO NO LIMA
16h00 – Ofício das Almas na Catedral
17h00 – Celebração da PALAVRA na Catedral
19h30 – "Terço da Redenção" na praça homônima
SEGUNDA
20:00 – Reunião da Pastoral da Família – no Centro Pastoral “Padre Huberto Brüning” 
5
JORNADA DE ESPIRITUALIDADE DO CLERO NO LIMA
6h00 – Missa na Capela de Santa Teresinha
17h00 – Missa na Catedral
TERÇA
19h00 – Hora da Graça – Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro 
6
6h00 – Missa na Capela de Santa Teresinha
16h00 – Missa da Pastoral da Saúde no HRTM
17h00 – Missa na Catedral
18h00 – Terço dos Homens na Catedral
19h00 – Terço dos Homens na Capela de Santa Luzia
19:00 – Pastoral da Sobriedade
QUARTA
19:00 – Novena das Mãos Ensangüentadas de Jesus – Capela de N. S. do Perpétuo Socorro 
7
6h00 – Missa na Capela de Santa Teresinha
17h00 – Missa na Catedral
19h00 – Oração Carismática do Grupo "DEUS Imenso" no Centro Pastoral “Maria Goretti”
QUINTA
19h00 – Oração Carismática do Grupo "Santíssima Trindade" na Capela de N. S. do Perpétuo Socorro 
8
6h00 – Missa na Capela de Santa Teresinha
17h00 – Missa no Santuário do Coração de Jesus
SEXTA

9
16h00 – Missa das Crianças no Centro Pastoral "Santa Maria Goretti"
19h00 – Missa na Capela de Santa Teresinha
SÁBADO

10
06h00 – Missa – Catedral
07h00 – Missa – Capela de São Vicente
09h00 – Missa – Catedral
11h00 – Missa – Capela de Santa Teresinha
16h00 – Missa – Capela de Santa Luzia
DOMINGO
19h00 – Missa – Catedral