Entrevista- Padre Carlinhos

Padre Carlinhos assume direção da Rádio Rural de Mossoró




Padre Antônio Carlos Dantas, mais conhecido como padre Carlinhos, natural de Pilões/RN, foi ordenado no dia 14 de setembro de 2007, em sua terra Natal. Ele foi pároco por cinco anos da Paróquia de Grossos e agora é Vigário Paroquial da Paróquia São José, em Mossoró. É formado em Filosofia e Teologia e cursa o 3º período de Comunicação Social com habilitação em Rádio e TV, na UERN. No dia 24 de fevereiro tomou posse como diretor da Rádio Rural de Mossoró. .

JL - Foi difícil dizer "sim" para a missão de dirigir a Rádio Rural de Mossoró, intitulada pelo bispo, Dom Mariano Manzana, como a voz da Diocese e que, no próximo ano, completa 50 anos de radiofonia?

PC - Não tenha dúvida! O novo sempre nos amedronta, ainda mais quando se trata de um veículo de comunicação como a Rural. Contudo, lembrei do Papa Bento XVI, no dia de sua eleição: “... consola-me o fato de saber que Deus sabe trabalhar e atuar com instrumentos insuficientes, frágeis”, mas que colocados a sua disposição, ele encoraja, modifica, dignifica. Se a Diocese me chama, precisa de mim, respondo sempre sim, pois acredito na graça e na força Daquele que me chamou primeiro (Deus) e me entregou a ela (Diocese).

JL - Como surgiu esse interesse pela comunicação social?

PC - Nós padres, pela força do ofício, somos comunicadores. Daí o interesse surgiu com o desejo de aprender a me comunicar melhor para melhor servir, entendendo que a comunicação deve sempre estar a serviço da VIDA. E “o campo da comunicação é o hoje, o novo areópago dos tempos modernos”, conforme nos diz o Papa João Paulo II na Encíclica Redemptoris Missio.

JL - Como o senhor vê o papel dos veículos de comunicação católicos?

PC - Os veículos de comunicação católicos são hoje eficientes meios, canais, suportes por onde chega a evangelização em toda parte. Assumem um papel importantíssimo na vida da Igreja. Na Rádio Rural, por exemplo, somos testemunhas disso, basta a Rádio ficar fora do ar por um instante e logo das mais longínquas localidades, onde a gente nem imagina que a Rural tem audiência, vêm as ligações, os porquês de estar fora do ar, bem como os elogios, o agradecimento, a palavra de incentivo etc. Isso mostra quão alcance e importância tem os meios de comunicação da Igreja. Devemos, pois, sempre mais e melhor aproveitar esses meios para fazer chegar a Palavra da Vida, a Boa Nova, a notícia que forma, informa e salva.

Dia 02 de abril- Rádio Rural de Mossoró completa 49 anos de vida radiofônica