Caminhamos na Estrada de Jesus






Irmãos e Irmãs,  estamos no mês dedicado às Sagradas Escrituras. Neste ano,  a Igreja escolheu o Evangelho de São Marcos para ser refletido e rezado. O tema que nos ajudará no estudo do Evangelho - “Discípulos missionários a partir do Evangelho de Marcos” - revela a nossa condição de discípulos da Palavra, que é o próprio Jesus, e o chamado à missão. O lema “Coragem! Levanta-te! Ele te chama!” ( MC 10, 49) é um incentivo à fé, um convite a se deixar guiar por Cristo.  O Mês da Bíblia é uma oportunidade para aprofundarmos a consciência da centralidade da Palavra de Deus na vida da Igreja. Em relação a Cristo, Verbo de Deus, somos todos discípulos chamados a seguir os seus passos e aprender com Ele, o Mestre, a acolher a vontade de Deus em nossa vida. O Evangelho de São Marcos é o mais antigo em termos de redação e é próprio para o processo do catecumenato, para um caminho de descoberta de Jesus. São Marcos tem uma preocupação fundamental em seu Evangelho, responder a pergunta: Quem é Jesus? E isto ele faz percorrendo um caminho que nos ajuda, pouco a pouco, a encontrar a resposta. É o caminho catecumenal, de descoberta progressiva de Jesus, por meio de uma vivência com Ele, acompanhando seus passos, dia após dia. A dinâmica de evangelização da Igreja, desenvolvida também pelos meses temáticos, nos ajuda ao amadurecimento da fé e a nos firmar mais ainda na vontade de Deus. Se no mês passado refletimos sobre nossa vocação, neste mês percebemos que toda vocação se realiza e fortalece no discipulado, no seguimento a Jesus, ouvindo seus ensinamentos. No próximo mês, os vocacionados que fazem o seguimento a Cristo são enviados em missão. O mês de outubro é dedicado à missão. A pedagogia de evangelização da Igreja nos leva da consciência da vocação dada por Deus ao discipulado e deste à missão no mundo. Somos todos, na vivência de uma vocação própria, discípulos e missionários. Que a Palavra de Deus nos ajude a viver a nossa vocação seguindo os passos de Jesus, realizando no mundo a missão que ele nos confia.
                                                                             
                                                                                  Dom Mariano Manzana