Festa de Santa Luzia 2012




FESTA DE SANTA LUZIA 2012

Lema: Ver com os Olhos da Esperança
Tema: Santa Luzia: Testemunho de Esperança
Liturgia: A festa do Céu na Terra
03 a 13 de dezembro/2012

Principal festa religiosa da cidade e a maior do estado, a Festa de Santa Luzia tem como ponto forte a grande participação popular. Na véspera do encerramento, dia 12 de dezembro, dois grandes eventos serão realizados: IV Moto Romaria da Luz e a homenagem a “Seu Mané”, com o Show A Mais Bela Voz.
Nesta quarta-feira, dia 12, após o Oratório de Santa Luzia, ocorrerá no adro da Catedral o show: "A Mais Bela Voz", com a entrega do troféu "Sabiá Seu Mané". Vários artistas que participaram do concurso A Mais Bela Voz se apresentarão fazendo uma homenagem ao saudoso radialista Manoel Alves de Oliveira (Seu Mané), falecido em 08/09/12. Este evento será um "aperitivo" do que ocorrerá em 2013, na festa dos 50 anos da Rádio Rural e 45 anos do concurso "A Mais Bela Voz".
A IV Moto Romaria da Luz chama a atenção para a Paz no trânsito. A concentração será a partir das 21h, na Avenida Santos Dumont. Será percorrida uma distância de 22 quilômetros, realizando 13 paradas. As paradas em pontos específicos serão de 10 minutos. Além de oração, os participantes irão fazer uma prece pelas vítimas e familiares de vítimas de acidentes no trânsito.


Procissão: mais de 30 ônibus farão o transporte até o Mosteiro, cobrando preço popular
 
Com um percurso de 4,6 quilômetros, a procissão desse ano terá como diferencial a mudança do roteiro. Em homenagem aos 800 anos de fundação da Ordem de Santa Clara, a procissão terá como ponto de partida o Mosteiro das Clarissas, no bairro Dom Jaime Câmara, seguindo pela Avenida Presidente Dutra.
Para facilitar o acesso dos devotos, a Paróquia entrou em acordo com as empresas de transporte coletivo de Mossoró, que irão cobrar preços populares de R$ 1,50 (por passagem) para levar os fiéis até o Mosteiro. Os ônibus ficarão estacionados na região da conhecida “Praça da Gazeta”, Centro de Mossoró.
A partir das 14h, do dia 13 de dezembro, 34 ônibus estarão disponíveis para fazer esse percurso. O padre Flávio Augusto, Vigário Geral da Diocese orienta os motoristas a estacionarem seus carros no Centro e seguirem de ônibus ou táxi até o início da procissão. “Eu e os 40 coroinhas, bem como a comissão da festa, seguiremos de ônibus. Estão todos muito empolgados para encerrar a festa de forma bonita”, afirma Pe. Flávio.
Para sonorizar a procissão, um mini trio irá acompanhar todo o cortejo. Além disso, as pessoas que possuírem carros de som e paredões podem participar, sintonizando nas emissoras que irão fazer a transmissão.
Celebrações Até o dia 12 de dezembro, a programação religiosa conta com missas (6h), noveninha (9h), novenas (16h e 19h30), confissões individuais (7h às 12h e de 14h às 16h) e Adoração ao Santíssimo Sacramento (12h às 15h).

Resgate histórico – 170 anos da Paróquia de Santa Luzia

Fundada em 27 de outubro de 1842, Paróquia de Santa Luzia tem 170 anos. Para sua criação foi sancionada pelo então Dom Manoel Assis Mascarenhas, a Resolução Nº 87, criando a Freguesia de Santa Luzia.
 Não se sabe ao certo como eram as festas quando ainda era capela. Na década de 1950 houve uma tentativa dos partidos encarnado e azul (rubi e esmeralda), eles criaram a barraca dos solteiros e a barraca dos casados. A partir de 1980 a festa se expandiu, a Rádio Rural começou a participar, foram realizados festivais dos municípios, feira da providência, mobilização, estudos, reflexões, exposições. Depois surgiram as chamadas comissões de festa até chegar ao que é hoje.

A Paróquia de Santa Luzia tem reconhecida importância no contexto religioso de Mossoró. Quando a capela foi declarada Freguesia Independente, em 1842, passou a ser regida provisoriamente pelo Pe. José Lopes da Silveira. No ano de 1844 o Pe. Antônio Joaquim Rodrigues foi aprovado e promovido a Pároco da nova Freguesia, exercendo seu cargo como pastor durante 51 anos. Em 1894, Pe. Antonio Joaquim faleceu e foi sepultado na Igreja Matriz de Santa Luzia.

Após a morte do pároco Antonio Joaquim, assume a Paróquia durante 22 anos o Pe. João Urbano de Oliveira. Passaram pela Paróquia de Santa Luzia, nove sacerdotes exercendo o cargo de vigário. Em janeiro de 1926 foi nomeado o Pe. Luis Ferreira Cunha da Mota que governou até 1947, em sua administração houve um importante marco em 1936, quando a paróquia foi escolhida Catedral, a partir da instalação da Diocese.

De dezembro de 1947, a janeiro de 1950 assumiu a administração da Paróquia o Pe. Huberto Bruening. De janeiro de 1950 a abril de 1955, a Paróquia contou com o trabalho pastoral do Pe. Luis Soares de Lima que foi substituído por Pe. Huberto Bruening, assumindo este pela segunda vez, o governo da Paróquia até 1980.

De 1980 a 2009 o Monsenhor Américo Vespúcio Simonetti foi o vigário da Paróquia de Santa Luzia, com seu trabalho foi implantado o dízimo, as pastorais e outros projetos. Desde o final de 2009 aos dias atuais, a Paróquia de Santa Luzia é administrada pelo padre Walter Collini.

Texto- Iuska Freire