Presidente da Signis Brasil fala sobre a expectativa para o 8ª Muticom


“Acho que o Mutirão vai ser um momento de muita comunhão, de muita partilha, no que diz respeito à nossa missão”. Isso foi o que disse a presidente da Signis Brasil, irmã Helena Corazza, que concedeu uma entrevista à equipe de comunicação do 8º Muticom. Ela fala sobre a expectativa para o evento, que vai ser realizado pela primeira vez em Natal (RN) e também sobre a Signis Brasil, que é uma associação católica de comunicação.
Qual a sua expectativa para o 8º Muticom?
Estamos muito confiantes no sentido de divulgar e de promover o evento, para que, sobretudo, os meios de comunicação católicos se reúnam em Natal. As rádios, além da Pascom, de todas essas bases dos regionais. Que as rádios, os meios impressos, as TV’s, se mobilizem e venham também participar deste Mutirão. Já estamos fazendo muita divulgação via sites, rádios e agora também temos as TV’s, então nós estamos bem confiantes. Eu acho que o Mutirão vai ser um momento de muita comunhão, de muita partilha, no que diz respeito à nossa missão.
Sobre a Signis Brasil, como ela se encontra hoje?
A Signis Brasil tem quase três anos de fundação. A missão da Signis é justamente a articulação da mídia católica, dos meios católicos e de inspiração cristã, uma associação católica de comunicação. Nós estamos reunidos por setores, setor rádio, setor impresso, setor televisões. Então, há muitos projetos conjuntos, como as coberturas, a participação em congressos e, principalmente, a articulação entre os meios.