Memória: Procissão de Santa Luzia renova fé dos católicos.




Enfeitado com flores brancas, cristais e uma iluminação especial, o andor de Santa Luzia se destacava entre a multidão que acompanhou a procissão na sexta-feira, 13 de dezembro. A procissão saiu da Capela de Nossa Senhora Medianeira, no Planalto 13 de Maio, às 17h30, e chegou à Catedral de Santa Luzia por volta das 19h30.
Famílias inteiras - homens, mulheres, idosos, jovens, crianças e bebês - tomaram a Avenida Presidente Dutra e deram seus testemunhos de fé. Os moradores e comerciantes da avenida enfeitaram suas casas, improvisaram camarotes e lotaram as calçadas.
Na multidão, muitos vestiam as cores da padroeira e seguiam descalços pagando promessas. Telma Iliane, 16 anos, era uma das "Luzias": "Meu marido estava na UTI, à beira da morte. Eu fiz a promessa a Santa Luzia e ele sobreviveu". Sempre devota de Santa Luzia, Jucineide Alves, 37 anos, também seguiu a procissão descalça e com as vestes da padroeira, "tive um problema na vista do olho esquerdo e Santa Luzia me curou".





Centenas de romeiros vieram de outras cidades, com destaque para os romeiros de Russas e Juazeiro, no Ceará, eles lotaram a Catedral nas oito missas celebradas no dia da padroeira e foram acolhidos com café da manhã e almoço oferecidos pela Paróquia.
Uma das novidades foi o andor, que este ano ganhou um carrinho próprio não motorizado, que foi empurrado pela comissão. A confecção do andor contou com o trabalho da equipe coordenada pelo vereador Flávio Tácito, o uso do branco teve o objetivo de passar a mensagem de paz.
A solenidade de encerramento contou com o discurso do prefeito interino Francisco José Júnior e da governadora Rosalba Ciarlini, ambos destacaram a importância da Festa e o exemplo de Santa Luzia.
O bispo Dom Mariano Manzana, em seu discurso de encerramento, destacou a importância da caridade, tema que foi trabalhado este ano. "O amor à caridade é a essência de Deus", afirmou o bispo, ressaltando que a bondade e a caridade demonstram o verdadeiro conteúdo cristão.
Após as palavras do bispo, o Pe. Walter Collini e o Pe. Ricardo Rubens, coordenadores do evento religioso encerraram a Festa agradecendo a presença da comunidade e a dedicação de todos que apoiaram e trabalharam para a realização do maior evento religioso do estado. O encerramento contou ainda com a última exibição do Oratório de Santa Luzia.

Fonte: Gazeta do Oeste