Mês de Maio, Mês de Maria.



Do alto da cruz, nos momentos finais de seu calvário, Cristo cheio de compaixão diz: Filho eis aí a tua Mãe; Mãe, eis aí o teu Filho. Aconchego, cuidado, amparo de Deus aos homens por meio de Maria. Somos filhos, e como tal chamados a cuidar igualmente da Mãe que nos foi confiada. Presente se faz nossa Mãe universal na particularidade de cada mulher que se torna mãe. Toda mulher ao assumir a maternidade é chamada a ser presença da Virgem, Mãe de Deus e nossa. Os pequenos rebentos são uma imagem de Jesus Menino, e neles um convite a uma maternidade espiritual de toda criança no mundo. É o amparo de Deus que por meio de Maria se realiza na pessoa de cada mãe. Maria , Mãe de todos os viventes pode ser amada em nossas mães e estas a terem como modelo de maternidade espiritual num mundo carente de amparo, aconchego, onde todos ao mesmo tempo nos sentimos pequeninos. Abençoadas sejam nossas mães e nelas honrada a bem-aventurada Virgem Mãe de Deus e da Igreja.