“Missão para libertar”



As Pontifícias Obras Missionárias (POM) lançou a Campanha Missionária, que neste ano traz como tema "Missão para Libertar" e lema "Enviou-me para anunciar a libertação".
A coletiva contará com a participação do presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Sérgio Arthur Baschi; do diretor nacional das POM, padre Camilo Pauletti; e da assessora da Comissão Episcopal para a Amazônia (CNBB), irmã Irene Lopes.
Desde 1926, a Campanha Missionária é realizada em outubro com objetivo de chamar a atenção dos cristãos para o seu compromisso com a missão da Igreja em âmbito mundial. Em 2014, o tema trabalhado pela Campanha, “Missão para libertar”, retoma a Campanha da Fraternidade deste ano, que abordou “Fraternidade e Tráfico Humano”.
Acompanhada do lema “Enviou-me para anunciar a libertação”, a Campanha Missionária 2014 quer chamar a atenção para a escravidão do tráfico humano em suas diversas expressões, como a exploração do trabalho, exploração sexual, extração de órgãos e tráfico de crianças e adolescentes para adoção.
Entre os materiais para a campanha deste ano estão: cartaz com tema e o lema, livro da novena, DVD com testemunhos, mensagem do papa para o Dia Mundial das Missões, oração missionária, oração dos fiéis para os quatro domingos de outubro, marcadores de páginas e envelopes para a coleta do Dia Mundial das Missões.
No Brasil, as Pontifícias Obras Missionárias (POM) têm a responsabilidade de organizar, todos os anos, a Campanha Missionária, com a colaboração da CNBB por meio da Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial, a Comissão para a Amazônia e outros organismos que compõem o Conselho Missionário Nacional (Comina).

Fonte: CNBB