Padre Lombardi desmente notícia sobre saúde do Papa


A difusão de notícias totalmente infundadas sobre a saúde do Santo Padre por parte de um órgão de imprensa italiano é gravemente irresponsável e não é digna de atenção”.
Totalmente infundada, gravemente irresponsável e não digna de atenção: dessa maneira o Diretor da Sala de Imprensa vaticana, Padre Federico Lombardi, definiu a notícia sobre uma suposta doença que teria atingido o Papa: a notícia foi divulgada por um jornal de italiano. Padre Lombardi, no início da coletiva de imprensa sobre o Sínodo nesta quarta-feira, reafirmou com força a sua desmentida, já divulgada ontem à noite, depois das verificações efectuadas com as fontes apropriadas, incluindo o Papa. Eis a declaração do Padre Lombardi:
“Nenhum médico japonês veio ao Vaticano para ver o Papa; não foram realizados exames de nenhum tipo indicados no artigo. Os serviços competentes confirmaram-me que não houve voos de helicópteros que chegaram ao Vaticano do exterior, nem mesmo no mês de janeiro ... Pelo menos ... se não eram fantasmas, não foram vistos! Posso confirmar que o Papa goza de boa saúde... Se vocês estiveram na Praça nesta manhã também vocês puderam ver. E se vocês vão atrás dele nas viagens vocês sabem. Ele tem alguns problemas nas pernas, mas a cabeça me parece absolutamente perfeita!
Reitero que a publicação ocorrida é um sério ato de responsabilidade, absolutamente injustificável e inqualificável. E também é injustificável continuar a alimentar semelhantes informações infundadas. Assim, espera-se que este assunto se encerre - então - imediatamente.
Pequena observação. O mesmo jornal que publicou a notícia sobre o Papa nesta manhã, publicou também uma entrevista com o Prof. Maira, sobre tumores cerebrais ... O Prof. Maira me telefonou, por sua própria iniciativa, nesta manhã, dizendo que ele estava em Nova Iorque, e que não sabia de nada. Um repórter lhe fez uma entrevista genérica sobre tumores cerebrais, sem dizer absolutamente nada do contexto para o qual ele fazia e quando seria publicada. Ele respondeu às perguntas genéricas sobre tumores cerebrais, mas, em seguida, viu – para a sua enorme surpresa - que tinha sido colocada e apresentada nesta manhã. Este é um pequeno detalhe, só para entender o contexto em que tivemos esta notícia nesta manhã”. (SP)
Rádio Vaticano