Caravana Socioambiental visita obras de Transposição do Rio São Francisco


Quarta-feira, 2 de março, a Caravana Socioambiental dos bispos do Regional Nordeste 2 chegou ao Rio São Francisco, depois dezenas de quilômetros percorridos. Durante a parte da manhã, o grupo se reuniu, na cidade de Salgueiro (PE), com a equipe do Ministério da Integração Nacional. Na ocasião, o secretário geral de infraestrutura hídrica do Ministério, Osvaldo Garcia, fez uma explanação sobre as obras de integração do Rio São Francisco.
De acordo com Osvaldo, a transposição do Velho Chico começou a ser pensada em 1847, por iniciativa de um deputado da província do Crato (CE). No decorrer dos tempos, outros passos foram sendo dados, na perspectiva da transposição. “Outras medidas foram sendo tomadas, e culminaram em 2005, com o Ministério da Integração estabelecendo um amplo debate sobre o assunto. Mas a obra, propriamente dita, iniciou em 2008”, explicou o secretário. Atualmente, segundo o Ministério, as obras físicas do Projeto já atingiram 83,4% de execução.
Para o Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, é importante que cada nordestino se aproprie das informações acerca do projeto e saiba exercer seu papel de cidadania, de cobrança e de controle.
A caravana, formada por bispos, padres, diáconos, pessoas ligadas às pastorais sociais, representantes de associações e professores universitários, foi conhecer a primeira Estação de Bombeamento do Eixo Norte, da transposição, localizada no município de Cabrobó (PE). Inaugurada em agosto de 2015, a estação leva a água por 45,9 quilômetros até o reservatório de Terra Nova, em Cabrobó. A bomba da EBI-1 tem capacidade para elevar a água do nível do Velho Chico até 36 metros. A vazão é de 12,4 m³/segundo.
A última atividade do dia foi uma celebração às margens do Velho Chico, presidida pelo Arcebispo de Natal. “Queremos fazer com que essas águas do São Francisco, que agora contemplamos, seja para nós, sinal de vida e de esperança”, disse Dom Jaime, durante a celebração.
Um documento feito por várias mãos será apresentado na Assembleia dos Bispos, em 

Fonte: Ministério da Integração Social