Paróquia de São José celebra 50 anos de evangelização.



Capela inaugurada em 1936
 Capela reformada em 2015
Padre Guido e o Projeto Esperança


Tudo começou em 1928, com o lançamento da pedra fundamental da Capela de São José pelo mossoroense padre Luiz Ferreira da Cunha Motta, Vigário Geral de Santa Luzia, no chamado bairro Alto de São José. Naquela época, só existiam a Matriz de Santa Luzia e as Capelas de São Vicente e São João Batista em Mossoró. Acredita-se que a origem do culto ao santo operário tenha procedência social visto que a maioria dos primeiros moradores daquele subúrbio nos Paredões trabalhava nas salinas. As famílias dos senhores João Vitalino Soares, José Leite de Oliveira - mais conhecido como José Leonel - José Ferreira Lima, Raimundo Italiano, Chico Mariano, Chico Marcolino, Chico Zaca, Nezinho Jabuaba, entre outros moradores, foram importantes na construção histórica da Igreja de São José. 
Passaram-se oito anos e, em maio de 1936, a Capela São José foi inaugurada pelo Bispo Dom Jaime de Barros Câmara ao mesmo tempo em que foi anexado à capela o Círculo Operário Católico em Mossoró. A publicação da Encíclica do Papa Leão XIII sobre as condições dos operários nos séculos XIX e XX veio auxiliar o Monsenhor Leão Medeiros Leite, primeiro diretor do círculo, nas atividades da associação católica. Ali funcionaram por muitos anos salas de aula para os filhos e também os operários, cursos de formação, reuniões dos sindicalistas, entre outros projetos sociais. Conta-se que em seu primeiro ano de existência o Círculo Operário de São José contava com mais de 600 associados. Supõe-se que esta ação foi a grande promotora da construção do bairro São José, chamado também na época de bairro operário.
De um dinamismo marcante e sensível às causas sociais, Dom Jaime Câmara empreendeu outro investimento, a construção e inauguração do Instituto Amantino Câmara, no final da década de 1930 e primeiro lustro de 1940. A herança recebida de seu irmão, Amantino Câmara, a negociação na doação do terreno pelo padre Motta com seu João Vitalino e a falta de assistência social para os idosos na cidade motivaram o bispo a criar o único abrigo, até hoje, como parte da estrutura administrativa da capela.
Nos idos dos anos sessenta, com o crescimento da população de Mossoró, as possibilidades para o franco desenvolvimento e a capela já alcançando cinco bairros periféricos da cidade, o padre Hamilcar da Silveira Mota foi incumbido, após regressar de Santiago do Chile, pelo Bispo Dom Gentil Diniz Barreto de preparar a futura Paróquia de São José. Por iniciativa do bispo, que era devoto de São José, e com a importante ajuda do padre Humberto Bruening, Vigário Geral Diocesano, após três anos de preparação se deu a instalação canônica da Paróquia de São José, em 19 de março de 1966. Naquela ocasião, o padre Hamilcar foi nomeado primeiro pároco de São José.
Sem dúvida que a Paróquia de São José, ao longo desses cinquenta anos, tem contribuído historicamente com o desenvolvimento da Igreja Católica, na Diocese de Mossoró. Porém, a preferência dada aos pobres, sobretudo às crianças, jovens e idosos ao longo de sua trajetória, através da criação de instituições e projetos sociais, é o bem maior de São José para toda a comunidade.  
Lígia Maria Bandeira Guerra - Membro da Equipe do Resgate Histórico do Jubileu de Ouro .



Festa de São José 2016 


De 09 a 19 de março, o pároco de São José, padre Antônio Carlos, mais conhecido como padre Carlinhos, estará juntamente com os paroquianos e devotos de São José celebrando esses 50 anos dentro da tradicional festa dedicada a São José. Todo o material publicitário da festa já está sendo distribuído na paróquia para que todos possam vivenciar mais uma grande Festa de São José com a paróquia celebrando 50 anos de muita evangelização e fé. Esse ano, o tema da festa será “Com São José celebraremos 50 anos com muita fé!”  Participe!