Igreja celebra 25 anos do Martírio da Beata Lindalva Justo





O município de Assú/RN, terra natal da Beata Lindalva, faz memória dos 25 anos de seu martírio. Para isso, vai acontecer, de 09 a 11, uma ação missionária com a participação de membros da Família Vicentina, leigos e leigas das Paróquias de Assu, Pau dos Ferros e outras a fim de incentivar a vida, santidade e vocação da Beata Lindalva Justo.



07/03 – Mil Ave Marias na intenção da missão - Capela de Nossa Senhora das Graças, no Patronato - PdF
07/03 - Missa da Graça nesta intenção – Assú
Grupo de intercessão durante a realização da missão

09, 10 e 11/03 - Adoração nas capelas de Nossa Senhora das Graças, Santo Antônio e São Benedito – PdF

Missão:

Sexta-feira – 09/03

6h – Via Sacra
S.J – Saída da residência da mãe da Beata, dona Lúcia, até a Matriz de São João
B.L e S. C – Saída da ABIL
Café partilhado dos missionários
8h – Visita às famílias
14:30 – Visita às famílias
18h – Jantar
19h – Celebração penitencial nas capelas da cidade

Sábado – 10/03

6h – Ofício da Imaculada Conceição nas capelas da cidade
Café partilhado
8h – Continuação das visitas às famílias
15h – Encontro com a juventude católica das duas paróquias no salão da Capela São Tarcísio
- Despertar vocacional com a partilha da vida e santidade da Beata Lindalva e testemunhos pessoais de vivência vocacional – Unir os SAVs
- Caminhada para a Capela São José – Frutilândia
- Recitação do Terço Mariano – em caminhada
- Apresentação da peça teatral - JUFRA
19h - Celebração da Eucaristia – Pe. José Moreira

Domingo – 11/03
8h – Missa na Matriz de São Batista- presidida pelo Bispo Dom Mariano Manzana
9:30 - Encontro com leigos das paróquias para divulgar os grupos da Família Vicentina: Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), Associação Internacional de Caridades (AIC) e Juventude Mariana Vicentina (JMV)
9:30 – Reunião de representantes para fortalecer o projeto de divulgação da vida e santidade da Beata Lindalva
11h- Avaliação da missão
12h – Almoço e retorno

Fique por dentro - A Beata Lindalva Justo de Oliveira, FDC, nasceu em Assú (RN) em 20 de outubro de 1953  e foi barbaramente assassinada em Salvador, em plena Sexta-feira Santa, dia 9 de abril de 1993. Religiosa das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, proclamada beata mártir pela nossa Igreja no dia 2 de dezembro de 2007. Seus restos mortais encontram-se na Capela das Relíquias da Beata Lindalva, na região central da cidade de Salvador, desde o dia 6 de abril do ano de  2014.


Martírio - No amanhecer do dia 9 de abril, Sexta-feira Santa, Irmã Lindalva participou da Via-Sacra, na Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, em Salvador/BA. Ao regressar, serviu o café da manhã aos idosos, como de costume. A irmã – ocupada com o serviço – não percebeu que Augusto (interno) se aproximava. Foi surpreendida com um toque no ombro. Ao virar-se, recebeu os golpes que lhe tiraram a vida. Um senhor ainda tentou intervir, mas Augusto ameaçou de morte quem ousasse se aproximar. Após o crime, o assassino foi esperar a polícia sentado em um banco, na frente do abrigo. Após condenação, foi internado em um manicômio judiciário. Os médicos legistas identificaram 44 perfurações no corpo da religiosa. Imediatamente seu assassinato foi identificado pela comunidade católica como martírio e associou a tragédia às celebrações da Sexta-Feira da Paixão.