Biblioteca Padre Sátiro é inaugurada em Pau dos Ferros- RN





A Reitoria da UERN e a direção do Campus Avançado de Pau dos Ferros realizou na última sexta-feira (30), às 9h, a inauguração da nova sede da Biblioteca Setorial Pe. Sátiro Cavalcanti Dantas.
A Biblioteca Setorial leva o nome do Padre Sátiro Cavalcanti Dantas, diretor do Colégio Diocesano de Mossoró e ex-reitor da UERN. Padre Sátiro, que tem 89 anos, liderou o processo de estadualização da UERN. Já o novo auditório da biblioteca levará o nome da professora Joseney Rodrigues de Queiroz (in memoriam), que foi diretora do CAMEAM nos anos de 2016 e 2017.
A nova biblioteca foi a primeira grande obra, com recursos provenientes da Finep, fora do Campus Central. Trata-se de um projeto grandioso, resultado da construção coletiva de vários docentes e técnicos-administrativos ao longo dos últimos anos.
Estrutura:
O prédio, de arquitetura moderna, tem três pavimentos: o primeiro piso (térreo) será ocupado pelo acervo de mais de quase 20 mil livros e periódicos. Já o segundo piso será destinado a salas de estudos individuais e coletivos.
O terceiro piso se constitui de um auditório com capacidade para 150 pessoas. Além disso, nos pisos dois e três há salas administrativas e de reuniões, além de uma plataforma elevatória, já em pleno funcionamento, destinada a promover a acessibilidade a pessoas com necessidades especiais.                                                                                                                                                                                A direção do Campus reforçou o convite para toda a comunidade. Na ocasião, houve apresentação da Orquestra Filarmônica Pauferrense “Antônio de Holanda Cavalcanti”, um projeto de orquestra sinfônica que se desenvolve em parceria com o Campus da UERN em Pau dos Ferros e abrilhantou a solenidade de inauguração da biblioteca.



Um dos momentos mais marcantes foi a fala do homenageado, Pe. Sátiro Cavalcanti Dantas: “Não escrevi nenhum discurso de propósito, para que meu coração se abrisse em Pau dos Ferros… Quero documentar minha presença nessa solenidade e na Biblioteca, para que ela tenha sempre uma parte de mim. Por isso, decidi doar toda a obra de Santo Agostinho do acervo da minha biblioteca pessoal”, afirmou Pe. Sátiro, sendo fortemente aplaudido.


Fonte: João Moura  e UERN