Diocese de Mossoró ordena diáconos transitórios e permanentes




Nos tempos apostólicos (At 6,1-6), eram instituídos homens de testemunho cristão, pela imposição das mãos, para contribuir com a missão evangelizadora da Igreja. O diaconato é o primeiro grau do Sacramento da Ordem. A ordem consta de três graus: diaconato, presbiterado e episcopado. No primeiro grau, o diaconato, um homem se torna clérigo, ou seja, deixa de ser leigo para pertencer ao clero diocesano.
E na realidade do diaconato existem dois tipos de diáconos: os transitórios e os permanentes. O diaconato transitório é aquele que recebe o sacramento da ordem no grau do diaconato para depois receber o segundo grau e torna-se presbítero (padre), conforme o costume da Igreja. Já o diaconato permanente é aquele concedido a homens que podem ser casados ou não e que não prescreve a obrigatoriedade do celibato, exceto no caso do falecimento do cônjuge. O diaconato permanente não visa a aspiração ao segundo grau da ordem.
Neste domingo dia 15, às 9h, na Catedral de Santa Luzia, pelas mãos do Bispo Diocesano, Dom Mariano Manzana, serão ordenados dois diáconos permanentes e sete transitórios. Participem! 

Diácono transitório:

1 - Francisco Whalison da Silva, natural de Major Sales, comunidade de Fazenda Nova, pertence a Paróquia de Senhora Santana, de Luis Gomes. Filho de Maria Madalena da Silva e Francisco Ednásio da Silva. Que estejamos sempre disponíveis para servir aos outros pelo amor.

2 - Ilário Dênis de Oliveira Dantas, natural de Umarizal, pertencente a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus. É filho de Iram Dantas Farias e Antônia Gomes de Oliveira. Ninguém é capaz de viver plenamente sem conhecer esse amor, sem ter o aconchego da Palavra.

3 - Antônio Carlos Ferreira Eufrosino, natural da cidade de Francisco Dantas, pertence a Paróquia da Imaculada Conceição de Portalegre. Filho de Damião de Oliveira Eufrosino e Maria Clarinda Ferreira Eufrosino. A Bíblia diz que aqui para tudo há um tempo, creia no tempo de Deus.

4 - José Victor dos Santos, 27 anos de idade. Pertencente a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus. É filho de Maria dos Impossíveis dos Santos e José Moreira dos Santos Filho. "Eu sei em quem depositei a minha fé" (2Tm 1,12)

5 - Íkaro Drêan da Silva Rêgo, 28 anos de idade, natural de Marcelino Vieira. Filho do casal Carlos Alberto do Rêgo e Maria Nildileide da Silva Rêgo. Criado em uma família cristã católica e desde pequeno os pais incentivaram a participar da vida da comunidade. Ele chamava a ser bem mais, a ser expressão do Seu amor, pois toda vocação tem em sua raiz o amor!

6 - Antônio Wauleson Pereira, natural de Riacho de Santana, comunidade de Catingueira, pertencente a Paróquia de São Francisco de Assis, em José da Penha. É filho de Manoel Juvenal Pereira e Maria Aldenir de França Pereira. Foi o amor de Deus que me trouxe aqui, é Ele quem nos conduz e nos sustenta no caminho com a sua graça. Tudo é graça!

7 - Daelson Soares da Silva, natural de Natal. Paróquia de Santa Luzia de Mossoró. Filho de Domiciliano Sezino da Silva e Severina Soares Cavalcante. "Como é grande, ó Pai, a vossa misericórdia!"

Diáconos permanentes:

- Rozildo Pedro de Freitas Júnior, natural de Mossoró, filho do casal Rosildo Pedro de Freitas e Zolene Marquês da Costa Freitas. Casado com Naidj Kathia de Almeida Freitas, há 29 anos, pai de Tiago Henrique de Almeida Freitas e de Thycianne  Sullen de Almeida Freitas, de familia católica, tendo a Comunidade Católica Renascer como marco na caminhada. Hoje serve na Paróquia Nossa Senhora de Fátima. Foi conhecendo a verdade que o Senhor vem me guiando a seguir os seus passos.


- Waldeir Dantas, natural de Assu, mora em Mossoró. Filho dos comerciantes Vital Bruno Dantas e Maria das Graças Dantas. Há 18 anos casado com Sonara Pinto Farias Dantas, pai de Brenda Maria Farias Dantas e Vital Bruno Farias Dantas. De família católica, foi devido às orações da esposa e familiares que começou a servir à Igreja, na Comunidade Nossa Senhora das Graças, no Vingt Rosado I, pertencente à Área Pastoral Sagrada Família. Desde então o amor a Jesus tem crescido e o desejo de servir ao povo de Deus alimenta sua caminhada como cristão. Eu vim para servir!