Série Preparação Litúrgica: A Comunidade se prepara para a Quaresma


  1. A Igreja se aproxima da Quaresma e as comunidades, por meio de suas equipes de Liturgia, devem se preparar para este Tempo Litúrgico. São várias ações e cuidados que devem ser levados em consideração na caminhada rumo à Festa da Páscoa. O arcebispo de Pouso Alegre (MG) e membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB, dom José Luiz Majella Delgado, ofereceu várias indicações que podem auxiliar neste processo de preparação. Estas dicas serão publicadas na série “A comunidade se prepara para a Quaresma”.
Dom José Luiz Majella Delgado | Foto: Emmanuelle Melo/reprodução Facebook
Neste primeiro texto, o destaque é a preparação comunitária e das equipes de liturgia em vista deste tempo. O ponto de partida, como destaca dom Luiz Majella, é recordar que a Quaresma é “um tempo de preparação para a Pascoa do Senhor”, logo, “fazer programa quaresmal está voltado para a própria orientação da Igreja que propõe para nós jejum, oração e esmola. É um caminho de vida nova em Cristo”.
Os grupos de liturgia devem, eles próprios, iniciarem a preparação com a escuta da Palavra de Deus, por meio da Leitura Orante. Depois, os livros litúrgicos, o missal principalmente, devem ser estudados e refletidos. “No missal temos todos os elementos que nos orientam como celebrar o tempo da Quaresma e ater-se ao rito e às orientações que a Igreja passa para nós”, destaca dom Majella.
Os Roteiros Homiléticos oferecidos pela CNBB também podem ajudar na celebração por meio da reflexão da liturgia de cada domingo: “Neste roteiro nós temos elementos que vem nos ajudar a preparar bem as nossas celebrações”, afirma dom José Luiz.
O membro da Comissão para a Liturgia da CNBB também destaca o tempo da Quaresma como ocasião de dar atenção maior aos irmãos, o que pode ser concretizado através da Campanha da Fraternidade: “Este ano ela vem nos ajudar a viver a vida como dom e compromisso e busca como lema o Evangelho de Lucas, o episódio do Bom Samaritano, ‘Viu, sentiu compaixão e cuidou dele’”.
Esta proposta de conversão quaresmal por meio da Campanha da Fraternidade pode ser fortalecida através das reflexões contidas nos subsídios oferecidos pela CNBB, como destaca dom José Luiz: “que nos conduzem a boas celebrações da Palavra, da Penitencia em comunidade e a celebração da Via Sacra”.
O bispo ainda indica que estão disponíveis outros subsídios de preparação, mas “é interessante que a equipe estude antes de aplicar as orientações. A equipe precisa saber o que ela vai celebrar para que a assembleia celebre com a sua vida”. Dom José Luiz Majella Delgado ainda reforça: “Nós podemos preparar esse tempo com o coração aberto para a grande celebração da Páscoa”.
Fonte: CNBB